Esta estrada é especial

Tem como nome N359. Mas confesso que nunca falei dela assim. Para mim sempre foi a rampa. E desperta-me memórias cheias de significado. Rampa porque, quando era miúdo, era num troço de cinco quilómetros que aí se realizava a Rampa de Portalegre, prova de automobilismo, do campeonato de montanha, organizada pelo Grupo de Promoção Automobilística de Portalegre (GPAP) e que trazia, durante um fim-de-semana, os melhores pilotos nacionais da disciplina à região.

Preciso, primeiro, de contextualizar. A N359 é uma estrada nacional que liga dois concelhos, o de Portalegre e o de Marvão. Passa no Parque Natural da Serra de São Mamede e liga a uma das entradas e saídas que temos com Espanha. Esta, por Valencia de Alcantara.

Nesta estrada há, como enunciei, um troço especial. São cinco quilómetros. A subir ou a descer. Tudo depende, claro está, da perspectiva. Apesar de tudo, a versão mais simbólica para mim é a subir.

Na localidade de Monte Paleiros, pertencente à freguesia de Ribeira de Nisa, no concelho de Portalegre, começava o início oficial da subida. Oficial porque era aí que a Rampa de Portalegre tinha a partida. Também no ciclismo é aí que começa o prémio de montanha de terceira categoria que habitualmente se corre quando a Volta ao Alentejo por ali passa.

Miúdo, foram várias as vezes que fui passar o dia, ou dias, naquela estrada. O meu pai levava-me. Estacionava o carro já na descida (sentido Portalegre – Marvão) e caminhávamos até ao lugar onde víamos os carros de corrida. Costumávamos assentar arraiais, que é como quem diz, sentávamos no chão e pousávamos a mochila, numa curva à direita, no sentido da prova.

Via sempre o meu tio, que habitualmente conduzia um dos carros de segurança, o 0 ou o 00. Na memória registei o carro laranja, com as cores de “A Cenoura”, uma marca de roupa para criança. Adorava o som dos motores a gasolina, a velocidade, a borracha a chiar no asfalto quente. E as sandes de ovo mexido que o meu pai preparava cuidadosamente para levarmos para as corridas e ali passarmos o dia.

Portalegre é uma cidade conhecida, essencialmente, pela Baja Portalegre 500, prova de todo-o-terreno que despertou a paixão, nesta região, pela modalidade, em particular, e pelo desporto motorizado, em geral. Na minha infância, a Rampa de Portalegre teve igual peso na ligação que eu construí com este tipo de competição.

Com o tempo, a minha relação com a N359 mudou. Nunca lá fui testar os limites dos carros. Sempre a vi como a estrada que me levava a Marvão, que me transmitia frescura debaixo das árvores nos dias quentes de Verão. Há uma ligação sentimental com aquelas curvas. Aprofundo-a em modo passeio. De carro, de moto e, com maior frequência, de bicicleta. Seja a subir ou a descer. De preferência, a subir.

Começa tudo em Monte Paleiros. Faço vista cega ao convidativo cruzamento, com uma estrada a descer, para Monte Carvalho. Primeiro gancho (curva muito apertada) à esquerda. O arrepio. Só agora começou e a pele já é de galinha. O ziguezaguear numa sucessão de curvas para a esquerda e para a direita, ladeadas por carvalhos. Muitos. Novo gancho, agora à direita. Foi aqui que, em novembro de 2012, o Luís Duarte fez a fotografia de abertura para um artigo que escrevi para a extinta Ciclismo a fundo. Já estávamos a terminar o roteiro que defini para aquela publicação. 120 quilómetros no triângulo Castelo de Vide – Marvão – Portalegre. Não esqueço o amarelo quente do sol num dia gelado, apoiado pelo castanho da folhagem das árvores. Novo serpentear. Até ao topo. E uma descida que nos deixa aliviar. Dali à Portagem, no concelho de Marvão, é sempre a descer.

A estrada continua sinuosa. Se quero recordar as vistas, as sensações vividas na rampa, o melhor é continuar a descer e parar na Portagem. Junto ao rio Sever. Aí dá para beber uma água fria, uma cerveja gelada e reviver o filme daquele troço, com o guiador a bambolear pelo esforço, com os carros a acelerar, com o pelotão a passar.

A N359 é um estrada especial para mim. É a rampa. É a Rampa de Portalegre.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: